CPER – Via Biliar e Pancreática

O que é o exame ?

 

A CPER é o método endoscópico de maior complexidade e risco realizado pelo endoscopista.  Tem por objetivo a obtenção de imagens radiológicas das vias biliares e pancreáticas após injeção de contraste por um cateter através da papila de Vater. Uma equipe especialmente treinada, constituída de médicos, endoscopistas, radiologistas e enfermeiros é determinante na qualidade do procedimento.  Atualmente a CPER é exame terapêutico no auxílio das doenças que comprometem as vias biliares e pancreáticas.

O paciente é colocado em decúbito lateral esquerdo, e em seguida decúbito ventral com acesso venoso.  O procedimento será realizado com sedação profunda sob cuidados do anestesista, dando mais conforto e segurança ao paciente.  

Um tubo flexível e fino (duoendoscópio) é introduzido pela boca passando pelo esôfago e  estômago.  No duodeno, se coloca a extremidade distal do aparelho em frente à papila duodenal, que é o local de saída dos ductos biliar e pancreático.  Após o exame desta, um cateter ou papilótomo é passado através do canal do endoscópio e introduzido no canal biliar ou pancreático, seguindo-se a injeção de contraste radiológico com acompanhamento em um monitor de radioscopia.

 Podemos realizar biópsias desta região através de pinças ou citologia através de escovas, retirar cálculos dos canais e em casos de estenoses/estreitamentos,  colocar próteses.

 

 

Principais indicações

  • Coledocolitíase ( cálculos de colédoco )
  • Tumores das vias biliares
  • Tumores do pâncreas
  • Estenoses benignas das vias biliares
  • Pancreatite crônica
  • Pancreatite aguda
  • Doenças da papila

 

Preparo do paciente:

 

- Jejum de no mínimo 8 horas.

 

 

Uma semana antes do exame                                                             

  • Se fizer uso de medicações que alterem a coagulação e/ou função plaquetária comunique ao médico pois devem ser suspensos 5/7 dias antes do exame. ( Ex: AAS, Ticlid, Clexane, Marevan, Coumadin,…)

 

                                                

 

Complicações:

Em torno de 2% a 5%

  • Pancreatite
  • Sangramento
  • Colangite
  • Perfuração